Blog: 8 Maneiras dos Hotéis Gerirem o Seu Cashflow Durante o Coronavírus

Gerir cash-flow durante a crise

Nos meus próximos blogs, vou debruçar-me no que os hotéis podem fazer para sobreviver à pandemia de Coronavirus que atualmente assombra o globo. Todos nós sabemos como o cash-flow é fundamental durante tempos de crise. Neste post vou-vos dar o que acredito serem as top 8 maneiras para gerir o cash-flow durante esta crise e possivelmente no futuro também. Espero que este post o ajude a proteger o seu fluxo de receita e o prepare para quando emergirmos mais fortes que nunca destes tempos desafiantes.

Um blog da Hoist Group sobre tecnologia hoteleira. Todas as semanas cobrimos tópicos acerca da tecnologia na indústria hoteleira. Mergulhando fundo nos dados e o seu uso na hotelaria e o papel da tecnologia na experiência do hóspede e na rentabilidade da hotelaria. Subscreva em baixo e seja o primeiro a receber as nossas últimas atualizações.

Potencie & proteja a sua receita

Potenciar e proteger lucro são ambos componentes chave da gestão do cash-flow. É muito fácil em tempos de crise focar-se apenas em proteger rendimento. Isto é, no entanto, arriscado, porque enquanto proteger fluxos de rendimento é obvio, aproveitar novas oportunidades em tempos de crise, nem tanto. Frequentemente, abrem-se novas portas de formas que nunca pensou. Os mercados financeiros falam constantemente acerca de diversificação e eu acredito que hoteleiros devem adotar a mesma abordagem.

Disto isto, aqui vão as minhas primeiras 4 dicas para gerir o cash-flow durante o Coronavírus.

Boost & Protect Your Revenue

1. Perseguir, perseguir, perseguir – perseguir todos os recebimentos das contas

Persiga diligentemente todas as contas onde tem pagamentos a receber. Comece por verificar todas as faturas nestas condições, há alguma pendente de pagamento? Talvez muitas se encontrem perto da sua data de vencimento? Crie um processo para seguir ambas, as que se encontrem perto da data de vencimento e as já vencidas. Verifique com o seu staff se estas se referem a faturas de serviços que já foram prestados, e em caso positivo, faça com que sejam processadas!

2. Vire o desafio dos reembolsos do avesso

Inicialmente impulsionados pela reação das OTAs, hotéis e cadeias encontram-se agora numa posição de oferecer reembolsos, mesmo em taxas anteriormente não reembolsáveis. Marriott, InterContinental, Hilton, Hyatt, Wyndham and Best Western têm todas as comissões de cancelamento suspensas ou políticas de cancelamento mais flexíveis em países afetados pelo Coronavírus. A resposta à proteção dos seus fluxos de rendimento num cenário como este poderá ser cartões prseente. Oferecendo ao hóspede um cartão presente, em vez de um reembolso, evita que o dinheiro retorne ao hóspede, quando mais precisa dele.

Claro que às vezes um cartão presente pode parecer uma venda difícil. A solução é torná-lo vantajoso para o hóspede. Preocupe-se em oferecer extras, algo que não só atraia o hóspede de volta, mas também que o faça sentir que está a receber algum valor extra. Eu sei que iria resultar comigo!

Na verdade, comprar um cartão presente tem um duplo impacto. Primeiro, faz o presente ideal para um membro da família ou um amigo chegado para utilizar futuramente. Segundo permite-lhe apoiar negócios locais. As empresas estão desesperadas por este tipo de apoio e a maior necessidade é claramente no sector hoteleiro, tal como neste exemplo.

Elevando isto para outro nível ainda, que tal vender estes cartões presente online? Criando pacotes de ofertas com flexibilidade, que atrai hóspedes com os três pontos que mencionei acima, alguma coisa extra e com maior valor! Eventualmente precisa até de usar uma tagline interessante, veja algumas ideias mais abaixo.

Turn the challenge of hotel refunds on its own head

Este artigo, originalmente do The New York Times, mostra que ainda há procura para quartos de hotéis e voos. Os nómadas digitais estão a utilizar este tempo para realocar-se na sua localização ideal, para continuar a trabalhar, mas também para tirar a máxima vantagem de tarifas baixas de hotéis e de voos.

3. Torne-o irresistível

É agora altura de se tornar criativo com o seu marketing, quebre tendências e disponibilize aos seus hóspedes ofertas irresistíveis com data futura de utilização. Talvez para estes cartões presente tenha ideias de frases, tais como: “Compre a sua cerveja agora, beba-a mais tarde”, “Isolamento não isola os nossos corações. Compre presentes aos que mais ama.” Ou “Investe nas ações de baixo custo? Porque não comprar férias de baixo custo também?”. Penso que entenderam a ideia.

4. Múltiplas propriedades? Multiplique as suas vendas

Se gere múltiplas propriedades, pode aproveitar essa vantagem nas suas iniciativas de gerar de receita. Tente agrupar as suas propriedades similares, de modo a tornar as suas ofertas mais atrativas.Talvez vender cartões presente possíveis de utilizar dentro grupo ou ofertas que incorporem a opção de seleção de hotéis.

Controle os seus custos

A segunda parte deste post foca-se no controlo de custos. Enquanto proteger e potenciar a receita são parcelas chaves na gestão do cash-flow, aplicar controlo nas saídas de dinheiro, também o é. Nunca foi tão importante ter um olhar firme sobre as despesas, para ter uma ideia clara do dinheiro que sai da caixa do seu hotel.

Aqui tem as próximas 4 dicas para gerir o cash-flow durante o Coronavirus.

1. Suspenda todos os serviços não-essenciais

A sua prioridade número 1 terá de ser suspender todos os serviços não essenciais. Analise detalhadamente o que pode fazer sem eles. Antes de suspender serviços inteiros, pondere se pode cortar para metade. Existem elementos dos serviços que podem ser interrompidos ou cancelados? Tenho a certeza que muitos parceiros estarão disponíveis em apoiá-lo, para encontrar uma solução que ajude todos a sobreviver.

2. Disperse o custo

Se está no meio do processo de procura de novas infraestruturas, em vez de pagar tudo de uma só vez, talvez pondere opções alternativas. Trabalhe em conjunto com os seus fornecedores para a possibilidade de atrasar pagamentos, ou melhor ainda, opções de leasing. Avançar para acordos de leasing pode proporcionar-lhe dispersar o custo de um investimento, o que significa que está preparado para a eventual melhoria, mas apenas cobrindo o custo quando os seus fluxos de receita retornarem aos níveis normais.

Spread the cost

3. Solicite as garantias governamentais

Penso que seja obvio já para muitos que os governos em todo o mundo criaram pacotes de apoio extraordinários para empresas. O meu conselho é verificar e confirmar a 100% o que a sua empresa tem direito. Estas garantias podem simplesmente ser suficientes para conseguir ultrapassar a crise!

4. Evite Lay-offs e encontre alternativas

O último passo é obviamente trabalhar em conjunto com o seu staff para encontrar uma solução para as despesas do pessoal. Verifique apoios governamentais para os seus colaboradores e respetivos salários. Veja quem pode tirar licenças sem vencimento voluntárias, tudo para impedir dispensá-los, porque quando sairmos disto vai precisar, inquestionavelmente, destes colaboradores experientes para conduzir o seu barco em direção à prosperidade.

null Simon I’Anson is Chief Strategy Officer with Hoist Group, whose main focus is finding Hoist Group’s myriad of advanced technology solutions their rightful home in some of the world’s greatest hotels.  With over 15 years of experience in the hospitality technology space, he is sharing his valuable insights through these posts. Outside of work he is a big fan of many sports, including Rugby and Tennis, enjoys spending time with his family, and likes the type of music that should be turned up to ‘11’. You can find more about him here – LinkedIn