A Cloud: 101

Já lhe aconteceu a si? Está numa reunião e de repente alguém menciona a Cloud e não faz ideia nenhuma do que é que estão a falar, exceto que não é acerca do tempo, certamente. Se a resposta é sim, então não está sozinho. A Cloud é um daqueles termos tecnológicos que tem criado muito alarido, mas mostra ser completamente ambíguo e vasto no que toca à sua definição. Decidimos por isso, sentarmo-nos com o nosso Cloud Technical Manager, Lasse Rytilahti, para finalmente desmistificar o tema Cloud.

Basicamente, a Cloud é um conjunto de servidores, dispositivos de armazenamento e equipamentos de rede localizados num data center. Imagine inúmeros armários de servidores, equipamentos de rede e de armazenamento num grande armazém seguro, com muitos sistemas fail-safe criados para proteger o equipamento. Depois multiplique este armazém e coloque cada um deles numa localização diferente. Conecte todos os armazéns à internet e aí tem a Cloud.

Neste hardware podem correr diferentes serviços de infraestrutura IT, tais como, servidores, armazenamento, websites, bases de dados, machine learning, user directories, etc. Se decidir combinar estes serviços, pode gerar produtos como o e-mail Office365, armazenamento de arquivos Dropbox, websites públicos, sistemas de reserva PMS, etc.

O nome “Cloud” data do início dos anos 90 quando a Internet dava os primeiros passos na sua fase adolescente e ninguém sabia ao certo o que fazer com ela ou como utilizá-la nem mesmo, que termos se podiam usar para descrever as suas infinitas capacidades. Basicamente, alguém fez um esboço de um diagrama para mostrar como funciona a Internet e desenhou uma nuvem à volta da palavra “rede” e assim nasceu o termo para descrever o vasto universo de servidores, redes e data centers. A Cloud começou como uma ilustração para mostrar tudo aquilo que está relacionado com a Internet que não conseguimos ver.

Em 2006 a Amazon criou algo chamado “Elastic Compute Cloud (EC2)” que era no fundo um servidor virtual, proporcionando serviços de rede e armazenamento para empresas. E foi aí que a Cloud se tornou a tendência da Internet.

Desde o seu nascimento, o termo “Cloud” expandiu-se para um conceito mais tangível, com edifícios físicos dedicados a albergar todos os dados cruciais que fazem funcionar o seu negócio. A Hoist Group tem a sua própria “Cloud”, também denominada de Cloud privada. Temos diversos locais físicos de data center, nos quais armazenamos os dados do seu hotel e dos seus hóspedes. É aqui que se encontra também todo o hardware, software e serviços dos nossos produtos como Acesso à Internet, Dashboard, HotSoft8, Serviator, etc.

Em vez de concentrar os seus sistemas de IT e dados cruciais numa pequena sala de servidor no seu hotel, pode armazená-los com segurança na Cloud e obter uma melhor performance de uptime. Asseguramos os serviços essenciais do seu Wifi, reservas e sistemas de backoffice e ainda protegemos a integridade e segurança dos dados fulcrais dos seus hóspedes. Se estiver interessado em saber mais sobre a Cloud e como podemos armazenar com segurança os seus dados, não hesite em contactar-nos.